Você já ouviu falar em resíduos perigosos? Fique por dentro desse assunto!

  • Você já ouviu falar em resíduos perigosos? Fique por dentro desse assunto!

    Você já ouviu falar em resíduos perigosos? Fique por dentro desse assunto!

    Resíduos perigosos são materiais descartados que podem causar grandes danos à saúde dos seres vivos e/ou ao meio ambiente. Na verdade não é difícil identificar resíduos perigosos, basta observar se eles possuem algumas das seguintes características: ser inflamável, corrosivo, patogênico, tóxico ou reativo. Veja alguns exemplos:

    • Pilhas e baterias: As pilhas e baterias são compostas por diversos metais pesados como mercúrio, chumbo e cádmio que podem ser corrosivos, reativos ou tóxicos e são altamente nocivas para o meio ambiente.
    • Material hospitalar: São patogênicos e podem conter bactérias ou vírus capazes de contaminar os seres vivos e provocar doenças.
    • Tinta: Além de inflamáveis os restos de tinta podem ser altamente tóxicos.
    • Produtos Químicos: Existem diversos tipos de produtos químicos que se enquadram como resíduos perigosos. Eles podem ser tóxicos, corrosivos, inflamáveis ou mesmo reativos.
    • Lâmpadas Fluorescentes: As lâmpadas fluorescentes possuem mercúrio, um metal pesado altamente nocivo para a saúde dos seres vivos.

    Devido ao seu potencial altamente poluidor, os resíduos perigosos devem receber um tratamento especial e não devem ser descartados nos recipientes de coleta seletiva tradicionais.

    No caso de pilhas e baterias, por exemplo, a responsabilidade da coleta e tratamento das pilhas e baterias é dos fabricantes, importadores e comerciantes desses produtos. Algumas agências bancárias e empresas também ajudam no recebimento deste material.  Quando descartadas em lixo comum, as pilhas e baterias vão para os aterros sanitários e o vazamento dos seus componentes contamina o solo e os lençóis freáticos. Por serem bioacumulativas e não biodegradáveis, os metais pesados chegam aos seres humanos por meio da cadeia alimentar.

    Em relação às lâmpadas fluorescentes, a lei exige que os fabricantes coloquem recipientes de coleta a disposição.

    Toda vez que você tiver que descartar algum resíduo com as características que citamos anteriormente, procure se informar sobre qual a melhor forma de destinar.

    Se você possui alguma empresa que gera resíduos, o PGRS (Plano de Gerenciamento de Resíduos Sólidos) vai orientar a sua equipe de como destinar esses e outros tipos de resíduos e proteger o meio ambiente.

    Vale lembrar que o PGRS é um componente da Licença Ambiental, prevista por lei para todas as empresas consideradas poluidoras.

    Quer saber se a sua empresa é considerada poluidora? Pretende implantar ou renovar a sua Licença Ambiental? Quer criar um Plano PGRS para a sua empresa?  Entre em contato conosco!

     

    Comments are closed.